Avaliação da sensibilidade – Estesiômetro

O Estesiômetro de monofilamentos sintéticos

O senso tátil possibilitado pelo nosso sistema nervoso é um importante ponto de contato com o mundo em nosso redor. Possibilita o discernimento de objetos, ajuda a proteger a pele e tecidos subjacentes contra danos, fornecendo a percepção rápida de um toque leve ou de uma pressão profunda.

Alterações do limiar de percepção tátil cutânea podem prejudicar esta capacidade que temos de nos proteger contra objetos ou eventualidades perigosas ao nosso redor.

O Estesiômetro serve para avaliar e monitorar o grau de sensibilidade cutânea à percepção de forças aplicadas como estímulos aos nervos sensíveis ao toque leve e à pressão. As forças são graduadas em passos refletindo os limiares funcionais considerados mais críticos para as mãos e os pés, (BELL-KROTOSKI, 1989) compreendidos em seis faixas entre 0,05gf (0,49mN) e 300gf (2,94N) (força necessária para arquear cada monofilamento)

Assim, o instrumento permite detecção e monitoramento de alterações funcionais dos nervos periféricos do paciente. Em diabetes e na hanseníase, assim como em outras doenças que apresentam neuropatias debilitantes, é fundamental a percepção precoce de tais alterações para poder prevenir deficiências, evitar lesões e até amputações de membros e ou segmentos.

Fonte: http://www.sorribauru.com.br