Tenossinovite do primeiro compartimento extensor (de Quervain)

https://www.instagram.com/julia.ruston/

Descrição

A descrição da doença ocorreu em 1895 por Fritz de Quervain e por esse fato leva o seu nome. Uma entidade semelhante foi relatada na edição de 1893 da revista Gray’s Anatomy e denominada “washe woman sprain” (Estiramento da lavadora). Este processo é atribuído a atividades repetitivas que exigem os movimentos simultâneos de abdução do polegar e desvio ulnar punho.

Pacientes com esta doença apresentam com dores nos tendões da face radial do punho (lado do polegar). Os tendões são estruturas parecidas com cordas que o músculo usa para puxar o osso.  Você pode vê-los nas costas de sua mão quando você estende os dedos.

Quando observamos a anatomia do aparelho extensor podemos notar que ele apresenta 6 túneis por onde os tendões passam (Figura 1 e 2). A patologia referida ocorre no 1 compartimento extensor onde passam os tendões abdutor longo e extensor curto do polegar, estes pode aumentar de tamanho ou o túnel pode diminuir levando á um ciclo vicioso de inflamação e dor incapacitando principalmente os movimentos do polegar (força de agarrar ou torcer)

Figura 1
Figura 2

Causas

Os médicos não sabem o que causa a tenossinovite de de Quervain, mas mudanças no uso da mão podem ser uma causa. Movimentos repetitivos, alterações nos hormônios e inchaço são fatores prováveis. Quando novas mães desenvolvem essa condição, ela geralmente aparece de 4 a 6 semanas após o parto ou durante a gestação


Sinais e sintomas

Os pacientes com tenossinovite de de Quervain geralmente descrevem uma sensação de dor e inchaço agudo e persistente na base do polegar ou no punho. Pessoas de todas as idades podem experimentar esse problema.


Os tratamentos que podem aliviar os sintomas:

  • Tala que impede você de mover o polegar e do punho
  • Medicamentos Anti-inflamatórios não hormonais
  • Injeção de esteroides no compartimento do tendão (a resposta a essas injeções varia, mas às vezes elas podem ser bem-sucedidas a longo prazo) (Efeitos colaterais – discuta com seu especialista em mão para melhora decisão)

Se essas opções menos invasivas não fornecerem alívio, a cirurgia para abrir o túnel e dar mais espaço para os tendões pode ser considerada. Discuta a melhor opção de tratamento para você com seu cirurgião de mão.

Vídeo da – American Society for Surgery of the Hand – http://www.assh.org

Referências:
– Green’s Operative Hand Surgery 7th Edition – Elsevier – 2016
– American Society for Surgery of the Hand – http://www.assh.org