Ruptura do tendão do bíceps distal

DESCRIÇÃO

Seu músculo bíceps está na frente do seu braço (veja a Figura 1). Ele dobra o cotovelo e torce o antebraço para virar a palma da mão para cima. O tendão do bíceps conecta o músculo bíceps ao seu rádio, que é um dos ossos do antebraço. As pessoas freqüentemente desenvolvem tendinite do bíceps (inflamação ao redor do tendão) ou tendinose (problemas com a saúde do tendão). Esses problemas podem causar dor. Em alguns casos, a ruptura do tendão do bíceps pode ocorrer.
Figura 1 – O tendão do bíceps conecta o músculo bíceps ao osso do rádio no antebraço. Tal modalidade pode levar a problemas.

CAUSAS

Com o tempo, o tendão do bíceps pode enfraquecer. Isso é chamado de tendonose. Tendinose do tendão do bíceps pode ser indolor ou pode causar dor maçante ou afiada na área do tendão logo na região da frente do cotovelo ou região proximal do antebraço. Em alguns casos, a tendonose pode levar a rupturas tendíneas parciais ou ruptura completa do tendão. Tendinose do bíceps é uma das várias causas possíveis de dor ao redor do cotovelo. Pode haver outras causas para dor nessa área que não estejam relacionadas à saúde do tendão.

Lesão parcial ou ruptura do tendão do bíceps geralmente acontece sem qualquer aviso. Geralmente ocorre ao levantar objetos pesados, como móveis. O objeto escorrega e, enquanto você tenta segurá-lo, seu cotovelo é estendido pelo peso do objeto. Os levantadores de peso são mais propensos a sofrer essa lesão ao fazer “negativos”, o que é feito enquanto se segura um peso e se estende o braço no cotovelo. 

Tendinite é um problema que pode acontecer com qualquer tendão. Este termo implica que há inflamação em torno do tendão. Na maioria dos casos, isso se deve a algum uso do tendão que leva a inflamação. No caso do tendão do bíceps, o uso que causa o problema pode ser quase qualquer atividade de levantamento. Isto é particularmente verdadeiro em atividades de levantamento repetidas.

SINAIS E SINTOMAS

A ruptura do tendão do bíceps geralmente ocorre quando o tendão se afasta dos ossos do antebraço (ver Figura 2). Isso pode ser sentido como uma sensação de “estalido” na região anterior do cotovelo. Muitas vezes, mas nem sempre, as pessoas sentem:

  • Dor continuada
  • Inchaço
  • Calor no cotovelo
  • Latejamento
Figura 2 – A ruptura do tendão do bíceps geralmente ocorre quando o tendão se rasga dos ossos do antebraço.

Os sintomas geralmente melhoram em algumas semanas. Além disso, às vezes o músculo pode puxar o braço em direção ao ombro. Isso resulta em um músculo com uma aparência maior do que o normal.

O cotovelo geralmente continuará a funcionar após a ruptura do tendão do bíceps. Isso ocorre porque existem outros músculos que podem executar parte do trabalho do músculo bíceps. Você pode sentir fraqueza ao flexionar o cotovelo. A maior parte da fraqueza após a ruptura de um tendão do bíceps ocorre quando você torce o antebraço para virar a palma da mão para cima, também chamada de supinação. Você pode sentir fadiga com movimentos repetitivos, como girar uma chave de fenda, se o seu tendão não for reparado.

Existem muitos problemas médicos que podem tornar as pessoas mais propensas a ter rupturas tendinosas. O uso crônico de esteroides, seja para fins médicos ou quando usado para ganhar músculos, é uma das razões mais comuns para que isso aconteça.

Ruptura do tendão é mais comum em homens com mais de 30 anos, mas pode acontecer com homens e mulheres em qualquer idade.

TRATAMENTO

Se o tendão do bíceps se romper completamente, ele não voltará a crescer até o osso. Você deve procurar atendimento imediato se isso ocorrer, pois o reparo é uma opção, e a cirurgia é melhor realizada logo após a lesão. Se passar muito tempo, o tendão pode se tornar muito difícil de consertar ou até mesmo ser irreparável.
Seu cirurgião pode optar por usar imagens, como uma ressonância magnética ou ultrassom. Isso pode ajudar a diagnosticar sua lesão ou planejar uma cirurgia. Raios-X são frequentemente utilizados na visita inicial. Raios-X não mostram bem o tendão, mas podem ser úteis na procura de outras causas de dor no cotovelo.
A cirurgia nem sempre é absolutamente necessária para a ruptura do tendão do bíceps, mas seu médico pode sugerir isso. Se o seu braço estiver funcionando bem após a ruptura, você pode optar por não fazer uma cirurgia. Se você optar por evitar a cirurgia, então você deve esperar algum grau de fraqueza permanente e um braço que se torna mais facilmente fatigado.
Se você escolher a cirurgia, o objetivo da cirurgia é reconectar o tendão ao osso ou a um músculo próximo. Existem muitas maneiras diferentes de os cirurgiões poderem recolocar os tendões nos ossos. A figura 3 mostra um reparo do tendão do bíceps. Após a cirurgia, você precisará de reabilitação e tempo para cicatrizar. Muitas vezes, as pessoas são capazes de retomar atividades pesadas após a cirurgia e reabilitação.

Figura 3 – Esta figura mostra um reparo do tendão do bíceps via cirurgia

Artigo original:

-22.2245605-54.8214449