Gota

DESCRIÇÃO

A gota é um tipo de artrite que resulta em dores nas articulações. Com a gota, formam-se cristais na articulação. Isso causa irritação que às vezes também está presente nos tendões próximos à articulação. Com a gota, as articulações podem ficar inchadas, doloridas e vermelhas (Figura 1). Gota pode afetar qualquer articulação do corpo. O primeiro ataque de gota geralmente ocorre no dedão do pé. O cotovelo, punho e articulações dos dedos também são locais comuns de gota. O inchaço doloroso pode ir e vir na mesma articulação ou em articulações diferentes.
Figura 1 – Episódio agudo de gota com dedo inchado, vermelho e doloroso

CAUSAS

Os cristais de gota se formam quando seu corpo tem uma produção muito elevadao, ou não se livra do ácido úrico. Genética é o principal fator na determinação dos níveis de ácido úrico. Esses níveis também podem ser afetados por:

  • Certos medicamentos, incluindo medicamentos para pressão alta, diuréticos, alguns anticoagulantes e um medicamento chamado ciclosporina, usado em pacientes que tiveram um órgão transplantado.
  • Consumir carne, frutos do mar e álcool (isso pode elevar os níveis de ácido úrico)

Obesidade, resistência à insulina, colesterol alto, doenças cardíacas, hipotireoidismo e doença renal podem estar associados à gota. Episódios de gota foram notados após lesão ou cirurgia, algumas vezes envolvendo infecção ou o uso de contraste para radiografias. A aptidão física parece ajudar na prevenção da gota.

SINAIS E SINTOMAS

Gota leva a ataques dolorosos que aparecem de repente com as articulações quentes, vermelhas ou inchadas. As articulações podem ser tão dolorosas que doem ao movimento. Às vezes as articulações parecem estar infectadas, mesmo que não estejam.

Os cristais de gota podem formar colisões brancas chamadas “tofos”, que geralmente são visíveis sob a pele (Figura 2). Essas colisões não são dolorosas.

Figura 2 – Gota com formação de tofos no índice e dedinhos

DIAGNOSTICAR A GOTA

O diagnóstico de gota é feito com base em um exame físico pelo seu médico, raios-x e exames laboratoriais. Você será perguntado sobre seus sintomas e como a gota mudou suas atividades. Como medicamentos e outras doenças podem causar gota, você será solicitado a fornecer um histórico médico e uma lista de medicamentos.

O ácido úrico não aparece nas radiografias, mas algumas alterações ósseas podem ser visíveis com a gota (Figura 3). Se necessário, o fluido da articulação pode ser removido com uma agulha para confirmar o diagnóstico de gota. Exames de sangue podem ser solicitados para verificar se há infecção, bem como verificar seus níveis de ácido úrico.

Figura 4 – Radiografia do dedo com gota de longa data- Erosões estão presentes no osso na articulação final, bem como inchaço do tecido mole

TRATAMENTO

Quando um episódio doloroso de gota começa, o objetivo é diminuir o inchaço, vermelhidão e dor. Novos episódios de gota são frequentemente tratados com medicamentos anti-inflamatórios não esferoidais (AINEs) ou com um medicamento chamado colchicina. Pílulas de esteroides e injeções podem ser usados ​​para tratar a gota também.

Episódios de gota geralmente vêm e vão. Quando os episódios de gota são pouco freqüentes, um AINE ou colchicina pode ser usado conforme necessário. Para episódios de gota mais frequentes, outros medicamentos podem ser administrados pelo seu médico generalista ou um reumatologista.

A gota é geralmente tratada sem cirurgia. Existem medicamentos, talas e imobilizações de compressão para ajudar a inchar e diminuir a dor da gota. Se a sua gota desgastou as articulações, ou se os tendões foram feridos, a cirurgia pode ser necessária.

Se a gota não for tratada, a inflamação pode causar danos às articulações e tendões. Depósitos de cristais nos tendões podem causar desgaste da pele, o que pode levar à infecção. Além disso, os tendões podem se romper, o que pode levar à perda de função.

Converse com seu médico sobre o melhor plano de tratamento para a sua gota.

Artigo original:

-22.2143574-54.8181412