Dedo em gatilho

Descrição

A tenossinovite estenosante é uma condição comumente conhecida como “dedo em gatilho”. Às vezes, também é chamada de “polegar em gatilho”. Os tendões que realizam a flexão dos dedos deslizam com a ajuda de polias. Essas polias mantêm os tendões próximos ao osso. Isso é semelhante a como uma linha é mantida em uma vara de pesca (Figura 1). O dedo do gatilho ocorre quando a polia se torna muito espessa, de modo que o tendão não pode deslizar facilmente através dele (Figura 2).

Causas

O dedo em gatilho é uma patologia comumente relacionada a algumas condições médicas, como artrite reumatóide, gota e diabetes. Segurar repetidamente com forças objetos pode levar à esta condição. Na maioria dos casos, a causa do dedo no gatilho não é conhecida.

Sinais e sintomas

O dedo pode começar a apresentar dores na base, local aonde se une à palma da mão, neste local pode ser sentido um nó. Outros sintomas podem incluir:

  • Dor
  • “Travamento”
  • Movimento limitado do dedo
  • Clique

Tratamento

O objetivo do tratamento no dedo em gatilho é eliminar o inchaço e o travamento, permitindo um movimento completo e indolor do dedo.

Tratamentos comuns incluem, mas não estão limitados a:

  • Talas noturnas
  • Medicação anti-inflamatória
  • Alterando sua atividade
  • Injeção de esteroides

Se os tratamentos não cirúrgicos não aliviarem os sintomas, a cirurgia pode ser recomendada. O objetivo da cirurgia é abrir a polia na base do dedo para que o tendão possa deslizar mais livremente. O clique  desaparece primeiro. O movimento dos dedos pode retornar rapidamente, ou pode haver alguma rigidez após a cirurgia. Ocasionalmente, a terapia da mão é necessária após a cirurgia para recuperar o uso.

Encontre o especialista em mão mais próximo de você: Clique aqui

Dr Hugo Boin: Médico, Ortopedista, Cirurgião de mão e Microcirurgião. Residência médica em cirurgia da mão e microcirurgia - Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto (USP-RP). Residência médica em ortopedia e traumatologia ortopédica – Faculdade de medicina de Marília (FAMEMA). Graduação em medicina – Faculdade de medicina da Grande Dourados – (UFGD).